26 de nov de 2013

Imagine com o Jus parte 3

             Imagine com o Jus- Parte 3                             

Era somente o Lucas, esse menino é lindo...
Ele chegou perto de mim e se sentou do meu lado.
-Você já conhecia o Jus?- Ele perguntou olhando em meus olhos.
-Já... Como você sabe?- Como ele poderia saber? Só se o Jus contou para ele
-Eu não pude deixar de ouvir a conversa, vocês não perceberam mais eu estava sentado atrás de um matinho perto de onde vocês estavam – QUE COISA FEIA! Ficar ouvindo a conversa dos outros! Mais eu também não posso culpa-lo por isso, ele já estava no matinho quando chegamos
-Mais, o que você estava fazendo no matinho? (sentiram a malicia?)
-E-e-eeu- Ele gaguejou- Eu esta-tava- Agora ele já gaguejou d+ - Ok, eu estava chorando! – Chorando?? Por que? Hã? Porque ele estava chorando se um dia antes estava com um sorriso gigante no rosto?
-Por que você estava chorando?- Perguntei e abracei-o
-Você não se lembra de mim não é? Só lembra do Jus aquele infeliz que roubou seu coração e ainda fez o favor de brincar com ele, você sabia que ele não te via como outra coisa além de uma colega qualquer de sala, você sabia e mesmo assim amava ele, você sabia que EU te amava e não dava a mínima pros meus sentimentos, eu era seu melhor amigo, te acolhia e até te ajudava com o Jus, mais isso por que eu queria te ver feliz- Depois disso eu fiquei de boca aberta, eu sabia e uns 99,9 % do que ele disse era verdade, então ele voltou a falar- E adivinha quem falou para o Jus te convidar para o baile –Ele esperou um pouco para responder- EU! Fui eu que te deixei com aquele sorriso bobo Por conta dele no baile, fui eu! E me arrependo de tudo, eu devia ter te falado que te amava a muito tempo, assim você não iria ficar babando no Jus! – ele disse, me fitou por uns dois minutos e saiu com os olhos vermelhos de tanto chorar, e eu também estava chorando, não acredito que ele disse  tudo aquilo a quilo  para mim, agora eu me lembro, como eu pude esquecê-lo?? Ele era a melhor pessoa a quem se podia confiar, meu melhor amigo no colégio! Eu me encolhi, abracei maus joelhos e encostei a cabeça nos mesmos, depois daquela bomba que ele me jogou eu me senti culpada, EU SOU CULPADA! Eu sou culpada pelas suas lágrimas, pela sua tristeza... E pela sua RAIVA, eu vi em seus olhos a raiva que ele sentia, ele sentia raiva por não poder ter o que queria, ou por que o que ele queria não queria ele, ou talvez sejam os dois!
O tempo ia passando e o lugar já não estava me ajudando a esquecer de tudo, na verdade o lugar começou a fazer  eu me sentir pior ainda, a lua já estava brilhando no céu e eu continuava ali, parada, e as lágrimas tinham parado de rolar pelo meu rosto, eu já devo estar seca por dentro. Do nada uma brisa forte me atingiu, está ventando muito essa noite, eu arrepiei toda, esse vento gelado na minha pele quente me faz arrepiar, melhor eu ir em bóra antes que fique resfriada, se eu não me engano amanhã eu já volto para minha cada, eu não queria ir, queria fica aqui, lá em casa é um tédio total, eu fico sozinha e não é tão legal.

Me levanto e começo a andar, pulo a cerca e vou para meu quarto, tomo um banho e coloco um pijama, escovo meus dentes e vou dormir (antes eu apago a luz ok). 

Nenhum comentário:

Postar um comentário